Atividades com Escolas

 

No sentido de atrair e envolver a população escolar do concelho com o projeto, suas atividades e objetivos, a Câmara Municipal de Águeda prevê com a sub-ação D2.2 definir e proporcionar um conjunto de atividades dirigidos a este público, em períodos não letivos. As atividades a dinamizar incluirão:

  • programa de oficinas práticas, numa média de 2 por mês a partir de agosto de 2018, incluindo a utilização de novas tecnologias para conservação (p.e. oficinas de fotografia digital, vídeo, som e criação de apps), a sensibilização para o restauro fluvial (p.e. monitorização ecológica, conservação ex situ, propagação de plantas),

  • programa de ocupação de jovens em férias, com um total de 4 edições, dirigidas a 20 jovens/edição, nas quais serão disponibilizados programas de ocupação de 15 dias, destinados a envolver jovens em atividades como a consolidação e apoio à renaturalização e controlo de invasoras, remoção manual de pequenos obstáculos fluviais, sensibilização de utentes de praias fluviais, entre outras.

De forma a valorizar a sua presença na parceria enquanto gestora do Fluviário de Mora, a Câmara Municipal de Mora prevê também dinamizar, com os trabalhos da sub-ação D2.3, um conjunto de atividades de sensibilização dirigidos ao público escolar não residente na área de intervenção.

O programa em questão, acompanhado pela Câmara Municipal de Águeda, será dirigido às escolas da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), prevendo-se que possa envolver 40 atividades de 1 dia de duração, incluindo a apresentação dos objetivos do projeto, espaços de visita associados e uma oficina prática, num programa designado “O Rio vai à Escola”. Pretende-se assim atrair estes públicos para visita às novas exposições criadas com o projeto e divulgar as suas intervenções.