Instituições

O projeto LIFE ÁGUEDA - Ações de conservação e gestão para peixes migradores na bacia hidrográfica do Vouga (LIFE16 ENV/PT/000411), integra como beneficiários um conjunto de entidades parceiras que, sob a coordenação da Universidade de Évora e apoio técnico-científico do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, apresentam competências específicas em domínios complementares que, globalmente, contribuirão para melhor atingir os resultados propostos.

 

Para além da Universidade Évora / MARE - que assume perante o LIFE e a EASME (Executive Agency for Small and Medium-sized Enterprises) as funções de beneficiário coordenador - são beneficiários associados os seguintes parceiros:

 

  • o Município de Águeda, território onde se realizarão a maioria das intervenções previstas, que pela experiência e funções associadas, assume um papel de relevo no envolvimento da população local, incluindo a promoção de atividades dirigidas à sensibilização, educação ambiental e voluntariado para a conservação (em particular ás camadas mais jovens). Tem também a seu cargo intervenções nas margens do rio Águeda, incluindo ações concretas de conservação e melhoria de habitats ribeirinhos e controlo de flora exótica invasora, que complementarão as ações que serão promovidas pela Universidade de Évora no leito dos rios Águeda e Alfusqueiro;

  • o Município de Mora, através da equipa responsável pelo Fluviário de Mora, que para além de apoiar a capacitação da equipa do Município de Águeda em questões relacionadas com os programas e soluções de sensibilização e educação, assume um papel de apoio à comunicação e disseminação dos trabalhos e resultados do projeto a uma escala nacional. Com esse fim, pretende-se promover e comunicar o projeto, bem como a sub-bacia do rio Águeda e seus valores naturais, junto de uma audiência mais vasta, que inclui o elevado número e diversidade dos visitantes do Fluviário. De forma igualmente relevante, o Município de Mora tem ainda a seu cargo o desenvolvimento de uma solução de ciência cidadã, dirigida à pesca desportiva, que visa envolver os pescadores na recolha de dados sobre peixes dulciaquícolas, através de uma aplicação para smartphone criada para satisfazer necessidades de monitorização existentes;

  • a DOCAPESCA – Portos e Lotas S.A., empresa pública com competências na gestão e comercialização do pescado, que no âmbito do projeto irá criar e ensaiar um projeto-piloto de lota móvel. Pretende-se que esta solução possa proporcionar um acréscimo de rendimento e valorização do pescado na região, através da criação de um selo de origem, que reflita a sustentabilidade da pesca;

  • a AQUALOGUS – Engenharia e Ambiente, Lda., empresa com a experiência necessárias à implementação das soluções-piloto a instalar nos rios Águeda, Alfusqueiro e Vouga para promoção da continuidade fluvial. A AQUALOGUS terá a seu cargo o acompanhamento de obra e monitorização de impactos hidrológicos, a par com a posterior capacitação de outros projetistas, no sentido de apoiar a sua mais ampla replicação e utilização.



Equipa do projecto

Ana Filipa Belo

Universidade de Évora / MARE | Apoio a Trabalho de Campo

Ana Sofia Rato

Universidade de Évora / MARE | Apoio a Trabalho de Campo

Bernardo Quintella

Universidade de Évora / MARE | Supervisão de Trabalho de Campo e Disseminação

Carlos Alexandre

Universidade de Évora / MARE | Coordenação de Trabalho de Campo

Catarina Mateus

Universidade de Évora / MARE | Coordenação de Disseminação e Networking

Cristina Louro

Universidade de Évora / MARE | Gestão Financeira e Impactes Socio-Económicos

Elsa Ganhão

Universidade de Évora / MARE | Coordenação da Monitorização

Esmeralda Pereira

Universidade de Évora / MARE | Apoio a Trabalho de Campo

Inês Oliveira

Universidade de Évora / MARE | Apoio a Trabalho de Campo

Luis Quintano

Universidade de Évora / MARE | Gestão de Sistemas de Informação, Web e Dados

Maria João Lança Almeida

Universidade de Évora / MARE | Supervisão de monitorização e networking

Maria Teresa Pinheiro-Alves

Universidade de Évora / MARE | Supervisão de Implementação

Pedro Raposo de Almeida

Universidade de Évora / MARE | Coordenação Geral

Sara Silva

Universidade de Évora / MARE | Apoio a Trabalho de Campo

Sílvia Pedro

Universidade de Évora / MARE | Gestora de Projeto

Luis Jordão

Universidade de Évora | Apoio externo em questões LIFE e comunicação

Carlos Rodrigues

Município de Águeda | Supervisão Administrativa e Financeira

Célia Laranjeira

Município de Águeda | Coordenação Executiva e Técnica

Marina Ascensão

Município de Águeda | Operacionalização/ImplementaçãoTécnica

Marlene Marques

Município de Águeda | Supervisão Administrativa e Financeira

Paula Loureiro

Município de Águeda | Comunicação e Sensibilização

Sónia Tavares

Município de Águeda | Apoio a questões financeiras e administrativas

Ana Canas

Município de Mora | Apoio a Visitas e Atividades

Andreia Fernandes

Município de Mora | Coordenação e Acompanhamento

Ângela Catarino

Município de Mora | Coordenação e Monitorização

João Paulo Santos

Município de Mora | Instalação e operação de novos espaços expsitivos

Luísa Sousa

Município de Mora | Coordenação Técnica e Operacional

Carla Tabaio

DOCAPESCA | Operacionalização (aspetos financeiros e contratação)

Filipe Pedro

DOCAPESCA | Coordenação Técnica Geral

Sérgio Faias

DOCAPESCA | Coordenação Executiva

Vitor Ruas

DOCAPESCA | Coordenação Operacional

Fábio Santos

AQUALOGUS | Coordenação Operacional

Filipa Reis

AQUALOGUS | Projetos, Cadernos de Encargos e Licenciamentos

Gisela Sá Frias

AQUALOGUS | Projetos de Execução - Estruturas

Lurdes Pimenta

AQUALOGUS | Projetos de Execução - Geotecnia

Nuno Cláudio

AQUALOGUS | Projetos de Execução - Electrotenia

Paulo Barbosa

AQUALOGUS | Projetos de Execução - Desenho Técnico

Pedro Marques

AQUALOGUS | Coordenação Técnica e Executiva