Notícias

Notícias

Selo de origem para valorizaçãoda pesca sustentável já está no mercado

Com a época de pesca de lampreia e sável a decorrer, o projeto LIFE ÁGUEDA - Ações de conservação e gestão para peixes migradores na bacia hidrográfica do Vouga (LIFE16 ENV/PT/000411) avançou com mais uma ação concreta que visa apoiar a gestão sustentável da pesca de peixes migradores na bacia hidrográfica do Vouga, nomeadamente a lampreia-marinha e o sável.

A Universidade de Évora e a DOCAPESCA realizaram esta semana as primeiras marcações com a etiqueta desenvolvida para atestar a origem do pescado desta região e a sua proveniência com base num modelo de pesca sustentável. Este “Selo de Origem” apresenta a indicação “Peixe do Vouga”, com a identificação do projeto LIFE Águeda e o Certificado de Compra em Lota (CCL).

"Rio vai à Escola" inicia-se

No passado dia 18 de Fevereiro as equipas do Fluviário de Mora e Município de Águeda promoveram as primeiras sessões do programa “O rio vai à escola“, com escolas do concelho de Águeda. Este programa é uma iniciativa enquadrada no LIFE AGUEDA que visa alertar para a problemática da preservação dos recursos hídricos e divulgar as ações desenvolvidas no projeto. Irá desenvolver-se no decorrer do projeto, e destina-se a escolas da região da CIRA - Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro.

Estas primeiras sessões envolveram cerca de 84 crianças e jovens, incluindo duas turmas do 5.º ano do Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga e duas turmas do 8.º ano da Escola Secundária Marques de Castilho. Incluíram um conjunto de atividades relacionadas com a temática do rio e habitats ribeirinhos, que conseguiram despertar a curiosidade, trazer novos conhecimentos e desafios junto dos participantes.

Fluviário de Mora desloca-se ao Redondo

A equipa do Fluviário de Mora esteve hoje com escolas do município do Redondo a dar a conhecer um pouco do projecto LIFE ÁGUEDA. Os alunos do Redondo acolheram-nos com muito interesse, ficando a saber um pouco mais sobre as espécies abrangidas, problemas de conservação que as ameaçam e como as conservar.

1ª Reunião da Comissão de Acompanhamento

No passado dia 7 de Dezembro decorreu nas instalações da Câmara Municipal de Águeda a primeira reunião da Comissão de Acompanhamento do projeto. Com uma afluência superior à inicialmente esperada, e integrando representantes de entidades públicas, privadas e associativas, a reunião permitiu apresentar os desenvolvimentos e resultados já alcançados, bem como aqueles que se perspetivam para o ano de 2019.

O espaço de discussão, com uma participação bastante alargada e interessada, permitiu aferir a existência de um consenso generalizado em torno dos objetivos do projeto, bem como identificar novas perspetivas de colaboração e alavancagem dos seus trabalhos.

WFMD 2018

Entre as atividades que assinalaram este ano, um pouco por todo o mundo, o Dia Mundial dos Peixes Migradores, foi organizada uma visita à passagem para peixes do Açude da Formoselha no dia 21 de abril, no âmbito do projeto “LIFE Águeda – Ações de conservação e gestão para peixes migradores na bacia hidrográfica do Vouga” (LIFE16 ENV/PT/000411), que foi acompanhada por investigadores da Universidade de Évora / MARE. A passagem para peixes do Açude da Formoselha foi construída em 2015 no rio Mondego, no âmbito do projeto “Reabilitação dos habitats de peixes diádromos na bacia hidrográfica do Mondego”, sendo uma das quatro passagens para peixes naturalizadas construídas nesta bacia para restabelecer a conectividade fluvial e permitir os movimentos migratórios dos peixes que nela ocorrem.

https://www.worldfishmigrationday.com/events/1575/guided-visit-to-a-nature-like-fish-pass-in-the-framework-of-the-world-fish-migration-day