O trabalho em rede com outras equipas técnico-científicas e projetos LIFE, para além de ser uma atividade obrigatória a qualquer projeto apoiado pelo LIFE, é encarado pelos parceiros do LIFE ÁGUEDA como uma tarefa fundamental para alavancar os resultados do projeto, bem como para obter conhecimentos e informação úteis aos seus desenvolvimentos.

Durante o projeto, a sub-ação D1.5 contempla assim que elementos das equipas de cada parceiro promovam trabalho em rede, tanto eletrónico como presencial (neste caso, através de visitas a programar e executar ao longo da execução). Para potenciar sinergias dentro da parceria e permitir uma troca de conhecimentos mais abrangente, cada parceiro definiu, na candidatura aprovada, quais as áreas de conhecimento que previa privilegiar para o trabalho em rede presencial:

  • a equipa da Universidade de Évora/MARE tem por alvo trabalho em rede com outros projetos de inovação e demonstração na área da reabilitação da continuidade fluvial;

  • a equipa da Câmara Municipal de Águeda prevê contactar com equipas envolvidas na gestão participada de ecossistemas fluviais e mobilização de agentes para a conservação;

  • a equipa da Câmara Municipal de Mora pretende contactar com equipas envolvidas na conservação ex situ de espécies fluviais e atividades de educação/sensibilização;

  • por último, a equipa da AQUALOGUS prevê visitar equipas associadas ao desmantelamento de barragens e reabilitação da continuidade e habitats fluviais.

À medida da realização das visitas ao exterior serão elaborados e disponibilizados abaixo os correspondentes Relatórios Síntese de Intercâmbio, incluindo um sumário de atividades e conhecimentos adquiridos e algumas fotografias: